Não me Abandone Jamais

Título: Não Me Abandone Jamais
Páginas: 344
Autor: Kazuo Ishiguro
Ano: 2016
Editora: Companhia das Letras (cortesia do mesmo)
Adicionem: Skoob
Comprem: Amazon
Sinopse: Kathy H. tem 31 anos e está prestes a encerrar sua carreira de cuidadora. Enquanto isso, ela relembra o tempo que passou em Hailsham, um internato inglês que dá grande ênfase às atividades artísticas e conta, entre várias outras amenidades, com bosques, um lago povoado de marrecos, uma horta e gramados impecavelmente aparados. No entanto, esse internato idílico esconde uma terrível verdade. 'Não me abandone jamais' reflete, através da ficção científica, a questão da existência humana.



Oie pessoal! Tudo bem com vocês? 

Hoje trago a resenha dessa obra, que foi a vencedora do Prêmio Nobel de Literatura 2017, e não posso negar que foi mais que merecido.

O livro é uma distopia, já começou por ai me surpreendendo eu jurava que era um suspense ou algo do gênero, a história é muito cativante, o autor consegue nos manter grudados na leitura do inicio ao fim.

Com um olhar mais amplo, pensamos em um primeiro momento que se trata somente de mais uma obra sobre, orfanatos, professores amados e odiados, amigos, inimigos, infância, mas quando vamos nos aprofundando e descobrindo os segredos por detrás do Orfanato Hailsham compreendemos que é muito mais do que pensávamos.  
Mas o mais surpreendente dessa obra é em relação a essas duas categorias: cuidadoras e doadoras.
A obra gira em torno das memórias de Kathy H. agora com trinta e um anos, e prestes a se aposentar de sua função de cuidadora, conhecemos sua histórias por suas lembranças e nos tornamos parte dela por meio da narrativa.

As lembranças da nossa personagem principal não são cronológicas, acompanhamos elas enquanto a mesma se lembra do que vivenciou em sua vida, conhecemos com o passar das páginas seu grande amor Tommy, sua melhor amiga Ruth, entre outros personagens que marcaram a vida de Kathy.

Não me Abandone Jamais é aquele típico livro que quanto mais lemos, mais nos sentimos na pele dos personagens, passamos a compreender melhor como é a vida deles, mas principalmente o destino deles.

Todos caminham na mesma direção, alguns demoram mais para chegar até aquele ponto da vida, outros vão direto para eles, o autor nos mostra o quão forte é o sentimento humano, como as pessoas são e como elas reagem sabendo de seus destinos.

É uma obra que mostra o pior lado do ser humano, toca fundo na nossa alma e nos faz refletir sobre o que as pessoas são capazes de fazer, mas acima de tudo só quem tem uma força muito grande consegue continuar com a leitura. Pois cada vez mais que nos aprofundamos na história, mais triste e devastadora ela vai se tornando.

Mas nossos sentimos conflitantes com essa obra não param por ai, quando conhecemos mais a fundo Tommy e vemos o quanto ele luta pela esperança, o quanto ele acredita nela e sua ingenuidade é ai que o bicho pega para o nosso lado, sofremos e acreditamos junto com ele...

Já em relação a Ruth as memórias de nossa protagonista não são boas, ela descreve uma amiga manipuladora, que não importa o que tenha que fazer para conseguir o que quer, ela sofre sim durante a história, ela é tão vitima quanto os outros, mas consegue transformar isso em ganho próprio.

Kazuo Ishiguro conseguiu nos mostrar o quão surpreendente o ser humano pode ser, mesmo em situações complicadas sempre lidaremos com pessoas que só pensam em si mesma, outras que tem uma fé cega de que talvez as coisas melhorem, mas acima de tudo que são ser humanas, o que faz com que a finalidade delas nos torture e nos mostre o quão injusta e complicada a vida ás vezes pode ser.

Já li algumas obras que tratassem dos mesmos assuntos que essa obra, mas com histórias focadas para lados diferentes, esse livro pelo contrário nos mostra a vida de uma maneira única.

Foi com toda a certeza uma leitura de grandes emoções, reflexões e principalmente surpreendente, nos faz pensar em nosso futuro, nossas decisões e caminhos que estamos tomando.

Espero que tenham gostado da dica de hoje, eu não entendo muito sobre o Prêmio Nobel de Literatura, mas acredito que a escolha tenha sido muito boa e acertada em relação a Não me Abandone Jamais.

Agora irei procurar todos os outros livros do autor e me aprofundar mais em suas histórias e escrita, com certeza não irei me arrepender.

Quem já leu essa obra me contem o que acharam e quem ainda não leu, leiam vocês com certeza irão gostar! 

Até a próxima, Nay =D