Marca da Escuridão

Título: Marca da Escuridão
Série: Marked
Volume: 1
Páginas: 280
Autores: Sylvia Day
Ano: 2015
Editora: Faro Editorial (cortesia do mesmo)
Adicionem: Skoob
Comprem: Amazon
Sinopse: Amaldiçoada por Deus, caçada por demônios, desejada por Caim e Abel… Tudo isso em um dia normal de trabalho… Anos atrás, Evangeline teve uma incrível noite de amor com um homem misterioso que ela nunca mais conseguiria esquecer. Mas aquele momento de prazer tornou-se um desastre de proporções bíblicas: ela recebera a Marca de Caim. Empurrada para um mundo em que pecadores são marcados e transformados em assassinos de demônios, ela tem agora Caim como protetor e Abel como seu novo chefe, que também fica loucamente atraído por ela. Eva torna-se então o novo e explosivo ponto de discórdia, no caso mais antigo de rivalidade entre irmãos.



Oie pessoal! Tudo bem com vocês?

Hoje trago as duas resenhas prometidas no outro post e espero que gostem, este livro foi minha primeira experiência com as histórias dessa autora, e foi um meio termo bem grande a leitura!

Quando o solicitei para a editora, sabia que encontraria algumas cenas hots no decorrer da trama, até porque esse é o estilo de escrita da Sylvia, só não esperava que essas cenas fossem me incomodar.

Mas como sempre existe uma primeira vez para tudo, existiu uma primeira vez também onde me senti incomodada com as cenas descritas na obra.

Não por causa delas em si, as achei bem neutras em comparação algumas que já encontrei em outras obras, mas o problema foi que estou a muito tempo sem realizar a leitura de livros nesse estilo, meio que saturou obras desse jeito para mim.

Marca da Escuridão é uma fantasia, estava tão envolvida em si nesta parte da obra que quando os personagens começavam a transar, aquilo me incomodou, pois por mais engraçado que seja, queria continuar lendo sobre a parte sobrenatural do enredo e não sobre eles como vieram ao mundo! (risos)

É uma obra muito boa, bem escrita e super leve e rápida de se realizar a leitura, mas teria aproveitado melhor ela se não tivesse as cenas hots na história e se a autora não tivesse enrolado tanto em relação ao treinamento da Eva! 

Sabe quando protelemos demais uma coisa, sendo que quando falamos ou pensamos sobre ela, isso já poderia ter acontecido a muito tempo? (não sei se deu de entender, mas é mais ou menos isso que senti em relação a essa parte da história).

Enquanto Abel e Caim ficavam resmungando que a personagem principal não era treinada, eles poderiam estar treinando ela, tudo aconteceu em um tempo que parecia bem mais que só uma semana, e eles ficavam discutindo sempre sobre a mesma coisa quando poderiam estar lá fazendo ela.

Essas duas coisas que citei acima para vocês foram o que mais me incomodaram na leitura, agora cito as coisas positivas para vocês =D

Como todos sabem, tenho pavor de livros/filmes/séries etc que tenham demônios em suas histórias, eu até assisto/leio quando eles são em segundo plano, mas quando se tornam principais da trama, desisto tanto da leitura quando de assistir.

E essa série de livros, não era de hoje que estava curiosa para conhecer mais de perto as histórias mas estava com medo exatamente por ter meus queridos inimigos na história, entretanto um dia respirei fundo e comecei a leitura.

Gente de cara amei a história da autora, amo tudo que envolva seres sobrenaturais (exceto demônios) então pensem na felicidade da criança quando dei de caras com lobisomens etc nessa trama, pulei de alegria obviamente.

É uma história clichê sim, todos já conhecem esse universo, mas a autora inovou nesta série colocando Abel e Caim no meio disso tudo, por causa de Caim, Eva se tornou uma marcada, em outras palavras uma caçadora e isso foi bem legal, pois foi diferente e ao mesmo tempo pudermos nos lembrar também de Instrumentos Mortais outra série muito boa sobre caçadores.

Eu me envolvi bastante nesta parte da história da fantasia em si, de entender esse universo que a autora criou, a única coisa que senti falta foi da noite em que Eva se entregou para Caim, pois foi por causa disso tudo que ela acabou envolvida nesse mundo.

Só temos flashbacks esse momento e não ele em si, mas como eles se conheceram. A história da obra começa realmente no fim da história para darmos inicio de fato a ela.

Não, não fica confuso pois a autora colocou isso como um Prólogo e conseguimos entender direito o que está acontecendo de fato, foi uma jogada bem interessante da autora, pois nos deixa curiosos para sabermos como os personagens acabaram naquela confusão.

Bom agora vamos falar dos personagens em si, Eva como nota-se é a nossa personagem principal, uma marcada que tem sua vida mudada de cabeça para baixo, em um momento uma profissional com um futuro promissor no outro uma caçadora de demoníacos.

Eva é forte sim, mas também meio infantil não no foco real da palavra, mas sim daquele tipo de pessoa que não quer aceitar os acontecimentos e se torna uma chata, literalmente falando é aquele tipo de mulher que não suporto (risos) sério gente, amo demais uma personagem forte, aquelas que dão orgulho de ser do mesmo "sexo", que lutam pelo o que acreditam, e não ficam de mimimi. Bem diferente da Eva...

Reed Abel (como seu nome denúncia) é Abel aquele citado na bíblia sabem? Então, ele é fofo do jeito dele, porque ele da cada bola fora, mas que logo depois faz uma carinha de cachorro molhado que chega "a dar pena" (risos) 

Ele não sabe manter seus pensamentos para si e acaba muitas vezes falando o que não deve, mas também é um cara certinho, ele segue as regras e não gosta de sair fora delas.

Alec Caim (novamente seu nome denúncia) é Caim, irmão de Abel também citado na bíblia, esse já um nômade, ele se da muito melhor sozinho do que com um parceiro, mas por algum motivo ama e muito Eva e faz de tudo para mantê-la segura.

O que estraga nisso tudo, é que são personagens que já sabemos onde a história vai parar, em um triangulo amoroso, dois irmãos que mesmo após milhares de anos ainda se odeiam e querem como sempre a mesma mulher.

São essas partes que a história não funcionou completamente para mim, como andei lendo outras resenhas sobre essa obra, a autora não digo estragou, mas não soube utilizar sua criatividade do melhor jeito possível.

É um livro bom sim, a história tem tudo para se tornar muito melhor nos próximos volumes, mas não funcionou completamente para mim, se fosse uma obra completamente voltada a fantasia eu daria cinco estrelas, mas no momento que a autora resolveu focar na sacanagem e não na história em si, senti que a obra em si deixou a desejar.

Irei com certeza realizar a leitura dos próximos volumes, uma porque o inicio que seria o final (risos) me deixou bastante curiosa, como também para ver em que pé a história irá se desenrolar.

Quem já leu essa série me contem o que acharam, quem ainda não leu um conselho, leiam se sentirem vontade e tirem suas próprias conclusões, pois com certeza se não funcionou comigo irá funcionar com outro leitor!

Antes que eu me esqueça de citar, o trabalho da editora em relação a diagramação e capa está esplendida, a capa é muito linda, aquelas que chamam bastante a atenção nas estantes sabem?

As letras estão em um tamanho muito bom de se ler, folhas grossinhas (amo elas) e os detalhes a cada novo capítulo estão muito lindos, combinam perfeitamente com a história da obra!

Vou ficando por aqui com essa resenha, espero que tenham gostado da dica, e aguardem que daqui a pouco sai a resenha do outro livro!

Até a próxima galera!

Bjss, Nay =D