O Par Perfeito

Título: O Par Perfeito
Série: A Pousada
Volume: 3
Páginas: 320
Autor: Nora Roberts
Ano: 2016
Editora: Arqueiro (cortesia da mesma)
Compre: Submarino Americanas - Saraiva 
Adicionem: Skoob
Sinopse: Mesmo sendo conhecido como o mais durão dos irmãos, Ryder Montgomery deixa as mulheres aos seus pés quando coloca seu cinto de ferramentas. Nenhuma delas é imune a seu jeito sexy quando está no trabalho. Sem contar, é claro, Hope Beaumont, a gerente da Pousada BoonsBoro. Ex-funcionária de um luxuoso hotel em Washington, Hope está acostumada à agitação e ao glamour, porém isso não significa que ela não aprecie os prazeres da cidade pequena. Sua vida está exatamente como ela deseja – exceto pela questão amorosa. Sua única interação com alguém do sexo oposto são as frequentes discussões com Ryder, que sempre lhe dá nos nervos. Ainda assim, qualquer um vê que há uma química inegável entre os dois. Enquanto o dia a dia na pousada transcorre sem problemas graças aos instintos infalíveis de Hope, algumas pessoas de seu passado estão prestes a lhe fazer uma indesejável – e humilhante – visita. Mas, em vez de se afastar ao descobrir que Hope tem seus defeitos, Ryder só fica mais interessado por ela. Será que pessoas tão diferentes podem formar um par perfeito? No livro que encerra a trilogia A Pousada, Nora Roberts apresenta Ryder Montgomery, que, ao tentar driblar o amor refugiando-se no trabalho, acabou sendo surpreendido pelo sentimento mais nobre e profundo que já teve.

Oie pessoal! Tudo bem com vocês? Hoje trago infelizmente o último volume da Trilogia A Pousada, da nossa diva Nora Roberts.

Todos sabem que sou fã dela, então pensem no quão fanática sou pelas suas histórias principalmente essas lançadas pela editora Arqueiro.

Só que infelizmente tudo que é bom e perfeito acaba e não foi diferente com essa trilogia.

Nesse livro conhecemos um pouco mais sobre a gerente da pousada Hope e o irmão mais velho dos Montgomery – se eu não estiver enganada ele é o mais velho sim, agora bateu a dúvida ;-; (risos).

Ryder é grosso de natureza, mas sua grossura anda junto com sua sinceridade, ele é um cara simples, - lindo de morrer - que não gosta muito de sair e nunca foi adepto a relacionamentos sérios, até Hope.

Hope veio da cidade grande, de noites luxuosas e hotéis cinco estrelas, ela vivia com o melhor que tinha em Washington, até descobrir que era a outra em seu relacionamento, ela largou tudo o que tinha no Wickham – principalmente o idiota que dizia amar ela – e se mudou para BoonsBoro para recomeçar sua carreira e principalmente sua vida.

Ela e Ryder se toleravam, conseguiam conviver no mesmo ambiente por mais de cinco minutos até que eles se beijam no Ano Novo e tudo que era sociável entre eles vai por água baixo!

Notamos o esforço que os dois personagens fazem para conviver bem um com o outro sem invadir o espaço pessoal de cada um de novo, mas Lizzy nossa linda fantasma tem outros planos para eles, como tinha para os outros dois irmãos e os obriga a se beijarem para poderem sair de um quarto. 

Diga-se de passagem, que essa cena foi muito engraçada, principalmente porque o Ryder deixou a entender que preferia pular da sacada a beijar ela! (risos)

A partir desse momento as emoções e sentimentos deles começam a aflorar, o que era um convívio agradável acabou se tornando puro fogo, pura atração.

Eles literalmente se comiam com os olhos, Hope o observava trabalhando e vice e versa até que em um fatídico dia nossa gerente durona da um banho de mangueira nele.

Pensem em uma cena hilária foi essa, ela não sabia se ria ou se ajudava ele. Ryder por outro lado não sabia se ficava bravo ou indignado com ela.

Os olhares que eles trocavam eram puro divertimento para nos leitores, por favor, Nora lhe peço mais cenas assim, porque essa foi de tirar o fôlego!

E graças a Deus depois desse acontecimento eles começaram a deixar seus sentimentos virem a tona, mas junto deles vieram muitos questionamentos o principal deles era: será que eles estavam preparados para isso?

No decorrer da história a gente notava como os personagens iam se modificando e se aperfeiçoando ao dia a dia de cada um.

Ryder sabia dos horários de Hope, os dias que ela teria hóspedes, suas folgas etc e ela se adaptava ao estilo de vida dele e a companhia constante de seu cachorro também.

Mas o que mais me agradou mesmo foi o final fofo desse livro, mesmo não sabendo se estavam exatamente prontos para um relacionamento eles entram de cabeça nisso.

Os dois respeitando e aprendendo cada dia mais um com o outro e não nego para vocês que quero um romance desses na minha vida.

Escutamos tantas coisas ruins vinda de casamentos, namoros etc, mas bem lá no fundo ainda acreditamos numa união de amor.

Nesse livro também descobrimos a verdade por detrás da história da Lizzy e de seu grande amor Billy, vemos aquilo que sempre falo nas minhas resenhas: um amor verdadeiro transcorre décadas se for preciso para se manter em pé!

E o melhor de tudo Hope e Ryder tem uma ligação direta com a história de Lizzy e Billy, eles são seus antepassados.

Cada capítulo novo desse livro nos mostra o quão complexo foi essa trilogia, por o Par Perfeito ser o encerramento dela, muitas coisas que vínhamos acompanhando-nos outros livros aqui se encerram também.
Não nego para vocês que amaria que a autora fizesse alguns spin off dessa trilogia, mostrando como está a vida de cada personagem e principalmente contando a história de Lizzy.

Aguardo ansiosamente por mais lançamentos e histórias perfeitas, escrita pela Nora Roberts são livros que você devora em um dia! E quando acaba bate a saudade e o desespero por ter lido eles muito rápidos!

Espero que vocês tenham gostado dessa trilogia tanto quanto eu, e quem ainda não leu, leia tenho certeza absoluta que vocês iram amar as histórias dos Irmãos Montgomery!

Até a próxima galera!
Bjss, Nay =D